O que é tratamento off-label para obesidade? O médico pode prescrever “remédio para emagrecer” sem estar na bula dele?

O primeiro post não poderia ser sobre outro assunto que não…tratamento da obesidade!

Com a proibição dos medicamentos derivados de anfetaminas e com a restrição da venda da sibutramina, a medicina no Brasil ficou com apenas três medicamentos aprovados para o tratamento da obesidade: o orlistate (Xenical), que tem uma fraca ação,  a sibutramina, que apresenta uma série de restrições, e recentemente aprovado liraglutida (com os nomes de Victoza, para diabetes, e Saxenda, para obesidade, ms ambos são a mesma coisa), que apresenta muitos efeitos colaterais no início principalmente.

Com isto, os médicos endocrinologistas e de outras especialidades que venham a tratar obesidade ficaram praticamente sem opções farmacológicas para o tratamento contra a obesidade. Este fato propiciou o aumento em velocidade mais acentuada da escalada do sobrepeso e da obesidade. Por falta de alternativas, passou-se a utilizar fármacos com outras finalidades iniciais mas que funcionam muito bem para perda de peso. Estes são os medicamentos do chamado “tratamento off-label” da obesidade. Este tipo de tratamento é seguro e eficaz. A única questão é que não consta em bula, ou seja, de forma oficial, para perda ponderal no Brasil (porem quase sempre já é usado oficialmente em outros países, como EUA e países da Europa). Além disso, alguns fármacos tratarem melhor o que levou à obesidade determinado paciente dos que os “oficiais”. Todos os medicamentos para uso off-label têm em comum o perfil de segurança muito bem estabelecido, e este é o motivo porque utilizamos sem grande receio. Obesidade, já passou da hora de acabarmos com ela.

#obesidade #corpometria #corpostudio #endocrinologia #drfláviocadegiani #abeso #sbem #abran

Olá a todos!

Olá a todos! Meu nome é Flávio Cadegiani, sou médico endocrinologista (com residência médica em Endocrinologia e título de especialista pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) e doutorando em Endocrinologia Clínica pela Universidade Federal de São Paulo. Como endocrinologista com alguma carga de experiência prática em diversas doenças endocrinológicas, como obesidade, diabetes, alterações de tireoide, adrenal e hipófise, síndrome do ovário policístico, fertilidade (principalmente masculina, mas ambos quando as questões hormonais estão envolvidas), uso e abuso de esteroides, e também um bom embasamento científico (o que é primordial para não ficar, no campo do “achismo” ou “opinião pessoal” – com direito a pleonasmo proposital), lanço hoje um…blog! Aqui você vai encontrar alguns textos básicos sobre hormônios e doenças endócrinas, mas também informações irreverentes, verdadeiras novidades e principalmente um ponto de vista diferente, embasado, racional, coerente e que dificilmente é encontrado em outros lugares. Irei postar em média 2x por semana, normalmente às 3as e às 6as feiras (porque me falta tempo para mais, por enquanto). Vamos nessa?